Oração: um caminho para a vontade de Deus

A oração é um caminho para reconhecer e buscar a boa, perfeita e agradável vontade de nosso Deus em nossas vidas.

Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente. 1 João 2:17

Muitas são as nossas metas, as nossas expectativas, muito são os nossos projetos. Passamos por toda nossa vida alimentando sonhos, como, por exemplo, uma viagem a cidade ou ao país preferido, férias especiais, um emprego satisfatório, uma casa sob medida, um carro agradável ao gosto e coisas materiais diversas. Passamos a vida tentando nos encaminhar naquilo que nos agrada, escolhemos a profissão que nos agrada, a namorada ou o namorado que nos encanta, o emprego, a casa, o carro, a igreja, basicamente tudo gira em torno da satisfação de nosso ego. E isso não é bom, não é perfeito e nem verdadeiramente agradável.

Tendo a necessidade por natureza de saciar o próprio ego, devido ao nosso caráter pecaminoso e caído, e usando tudo a nossa volta para satisfazer esta necessidade, somos suscetíveis a usar também a oração para satisfazer nossos desejos egoístas. Dessa forma, apresentamos a Deus, o nosso Senhor, todas as nossas muitas petições numa tentativa de moldar a vontade de Deus na nossa própria vontade. Apresentamos os nossos projetos, as nossas expectativas, as nossas vontades, os nossos sonhos a Deus sem margem para uma segunda opinião, como se estivéssemos entregando um projeto escrito e dirigido por nós e pedimos a Deus a sua simples assinatura, que é a benção de Deus, aprovando, assim, a construção de nossos sonhos. Bom, é certo que o relacionamento com o Senhor não é assim.

A oração não é um mero meio de apresentarmos nossas petições de forma mecânica, não é apenas uma forma de buscarmos a solução para nossos problemas, também não é uma forma de moldarmos a vontade de Deus em nossa vontade. A oração é um meio de alcançar o coração de nosso Senhor, de entender os propósitos do Senhor para nós; é pela oração que podemos alcançar o entendimento da vontade de nosso Senhor, que podemos tocar os sonhos e projetos de nosso Criador e vê-los inteiramente realizados em nossa vida.

O contínuo relacionamento com nosso Deus, relacionamento de louvor, adoração, participação do corpo de Cristo, busca de entendimento e sabedoria pela Palavra de Deus e de oração, nos leva ao entendimento prático, e não apenas teórico, de que a vontade de nosso Deus é melhor do que a nossa própria vontade, nos leva a entender que seremos plenamente satisfeitos vivendo dentro do que o nosso Deus sonhou para nós. É neste ápice da fé, no entendimento da soberania de Deus e na total entrega de si aos sonhos de Deus, que percebemos o grande amor do Senhor por nós nos conduzindo em meio às dificuldades da vida. Percebemos Deus nos livrando de ciladas, de frustrações, de sofrimentos, aborrecimentos e tristezas que nossas próprias vontades egoístas causariam em nós. A vontade de Deus feita em nossas vidas é uma forte expressão de amor de Deus, pois a Sua vontade é boa, perfeita e agradável; ela é boa para nossa vida, perfeita em nossa vida e agradável para nós. E é essa vontade que precisamos buscar em nossas orações, pois, de fato, é o que de mais maravilhoso podemos alcançar de Deus: a Sua perfeita vontade feita e realizada em nossas vidas.

E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, perfeita e agradável vontade de Deus. Romanos 12:2

Bem, o próprio contínuo relacionamento com Deus nos aproxima de Sua vontade. Dessa forma, estando próximos de Deus, somos levados a orar e clamar justamente por aquilo que está no coração de nosso Deus; prosseguindo em conhecer nosso Senhor Jesus Cristo, nosso Deus, nos é revelado os projetos e sonhos de Deus para nossas vidas. Declarar em oração que aceitamos a vontade de Deus sobre cada aspecto de nossas vidas também é uma grande expressão de amor de nós por Deus, pois entendemos o amor de Deus e sacrificamos as necessidades do ego com o objetivo de receber o amor do Senhor Jesus Cristo por nós através de Sua vontade feita em nós.

Verdadeiramente, como cristãos devemos imitar o nosso Mestre Jesus Cristo. No tempo em que Cristo se fez carne e andou entre nós, ele nos ensinou que a vontade do Pai era o seu principal objetivo, era a sua missão, era seu motivo maior de satisfação e alegria. Jesus orava constantemente durante seu ministério mesmo sendo Deus Todo-Poderoso, porque tinha o objetivo de nos ensinar a busca em oração à vontade do Pai. Assim como Jesus Cristo, nosso Salvador, reconhecia a vontade do Pai e se esforçava em oração para conhece-la e se submeter a ela, assim também devemos reconhece-la e nos submeter a ela durante nossa caminhada cristã na terra. Não sejamos rebeldes a vontade de nosso Deus.

Portanto, a oração é um caminho para se chegar até a vontade de Deus e a vontade de Deus é uma grande expressão de amor em nossas vidas. Devemos sim orar por livramentos, por curas, por resoluções de problemas, por fim de angústias, por bênçãos específicas, por comunhão com nosso querido Senhor Deus, de tudo e sobre tudo devemos levar em oração a nosso desejado Deus, mas, acima de todas estas coisas, devemos orar pela vontade de Deus feita em nós. E nem sempre esta vontade terá uma aparência de boa, de perfeita ou de agradável, porém, é preciso, pela fé, perseverar e confiar em Jesus Cristo. Devemos aceitar essa expressão de tão grande amor através da submissão ao Senhor Deus por meio de nossas orações, posto que, assim, viveremos, dia a dia, a perfeita manifestação do amor de Jesus Cristo em nós.

Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino, faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal [pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém.] . Mateus 6: 9-13

Compartilhe!
Dorly Junior

Dorly Junior

Dorly Junior é servo de Deus. E descobriu no Senhor Jesus Cristo, nosso Deus, a genuína liberdade da escravidão do próprio ego. Curte Rock'n'roll e filme de terror. Atende no Facebook. Me acha lá! =D

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *